Nilton Bobato
   POESIA 14

EMBALANDO

 

Caminho e ouço sua voz

Todo cambia el momento

Ouvir o canto que se foi

Como el mosquito en la piedra

Mas ficou a voz

Como el amor con sus esmeros

Puro y sincero

Vá Mercedes, espalhar seu canto

Derramar sua voz em outras plagas

Vá brotando e vá brotando

Pois flores e sementes nascerão

Frutos ficarão

No canto

Na voz

Na mente

No sonho

Que todos um dia sonhamos

Vá Mercedes, espelhe seu canto

Mesmo quando no haja nada cerca o lejos

Continue oferecendo seu coração

Continue hablando por la vida

Hablando de cambiar esta nuestra casa

Cambiarla por cambiar no más

Vá Mercedes, esparrame seu canto

Sua voz continua aqui

Suas cinzas embalarão novas esperanças

Sua suavidade rebelde continuará

Embalando...

Embalando...

Embalando...

Vá Mercedes...



Escrito por Nilton Bobato às 19h58
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sul, FOZ DO IGUACU, Homem


HISTÓRICO



OUTROS SITES
 BRASIL CULTURA
 Revista O Martelo
 Vermelho - A esquerda bem informada
 Cristovão Tezza
 Fausto Wolff
 Miguel Sanches Neto
 Luiz Henrique
 Milton Alves
 Gérson Vagner
 Mysk 1
 Mysk 2


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!